Copyright © 2019 | Atré Comunicação Personalizada

Contêiner do Projeto Circuito Cultural sobe a serra catarinense

2/10/2017

Centro de cultura móvel leva apresentações culturais e educativas gratuitas, entre os dias 18 e 27 de outubro, a 4 cidades serranas

 

 

 

Já pensou em um centro cultural itinerante, recheado de atividades e espetáculos gratuitos, rodando as cidades do interior? Esse é Contêiner do Projeto Circuito Cultural, um espaço móvel inteiramente dedicado ao desenvolvimento artístico de crianças e adolescentes de bairros que tem pouco acesso aos bens culturais, e que vem desbravando o estado desde o segundo semestre de 2015. Dito isso, chegou a hora dele percorrer a região serrana de Santa Catarina, em uma viagem cultural repleta de atrações.

 

Durante os 9 dias de atividades nas cidades de Celso Ramos (18 e 19), Campos Novos (20 e 23), Abdon Batista (24 e 25) e Anita Garibaldi (26 e 27), o contêiner de 12 metros, equipado com sala para cinema, biblioteca contendo mais de 150 títulos, oficinas e apresentações artísticas, receberá crianças e adolescentes da rede pública de educação. O espaço realizará atividades culturais e educativas sempre a partir das 8h30, com exceção do dia 21 de outubro, quando as atividades culturais serão abertas à toda população, das 10h às 18h, na cidade de Campos Novos.

 

De acordo com o organizador do projeto, Heitor Lins, a programação foi concebida para levar atividades culturais a alunos e moradores de todas as idades, abordando temas atuais de forma lúdica e leve. “Esse ano o tema geral abordado nas atividades será o preconceito, de forma ampla. Com isso, queremos disseminar a cultura de um modo geral, mas também levantar discussões, unindo reflexão e análise crítica à muita diversão”, explica Heitor.

 

O projeto Circuito Cultural – edição Serrana conta com o patrocínio Enercan - Campos Novos Energia S.A e apoio de Mostra Cinema Infantil de Florianópolis. A realização é do Instituto Maratona Cultural e Ministério da Cultura.

 

Serviço

O quê: Contêiner Circuito Cultural

 

Celso Ramos

Data: 18 e 19 de outubro

Local: Salão Paroquial

Horário: 18/10 -  A partir das 8h30

                19/10 – A partir das 08h30

 

Campos Novos

Data: 20 de outubro

Local: Praça Lauro Muller

Horário: A partir das 08h30

 

Data: 21 de outubro

Local: Praça Lauro Muller

Horário: 8h30 às 18h

*ABERTO AO PÚBLICO

 

Data: 23 de outubro

Local: EEB José Faria Neto (Ibicuí)

Horário: A partir das 08h30

 

Abdon Batista

Data: 24 e 25 de outubro

Local: Praça Central

Horário: A partir das 08h30

              

Anita Garibaldi

Data: 26 e 27 de outubro

Local: Praça Paulino Granzotto

Horário: A partir das 08h30


Sinopse

 

- Enfim, chegou a hora! – Enfim, podemos falar e compartilhar temas tão importantes com nossas crianças. O projeto Enfim, entendeu a necessidade de nos aventurarmos em questões como gênero e diversidade. Sem medo, sem hipocrisia, com muito amor e poesia, apresentamos um repertório de contações de histórias que falam sobre o diferente. Concepção: Paula Bittencourt.

- Leila Menina - Leila era uma menina que adorava jogar futebol, mas todos diziam que não era “coisa de menina”. Leila era censurada pelos meninos, pela escola e pela família. As professoras viviam dizendo que menina é assim e menino é diferente. Inspirada em uma prima, Leila resolve fazer um protesto, para poder usar o campinho de futebol da escola. Mas, o diretor disse que não “ficava bem” meninas fazerem esse tipo de atividade. Inconformada, a mãe disse que as meninas deveriam ter os mesmos direitos que os meninos. Ao final, diante dos questionamentos e das manifestações das meninas, eles acabaram cedendo e elas conseguindo jogar futebol. Mas, ainda hoje é preciso protestar contra as desigualdades negativas entre meninos e meninas.

 

- Menina Bonita do Laço de Fita – O livro Menina Bonita do Laço de Fita, de Ana Maria Machado, conta a história de uma menina linda de pele escura e lustrosa e cabelos enroladinhos e de um coelho branquinho que queria muito ser igualzinho a ela. O coelho queria saber qual o segredo da menina para ser tão pretinha. Os dois juntos vão descobrindo o quanto somos diferentes e de onde vêm todas as nossas características. Com quem a gente se parece? Todos somos iguais? E assim, chegam à resposta: somos únicos, diferentes e isso torna cada um de nós especial.

 

Mostra de Cinema Infantil - Curadoria: Luiza Lins

 

Garoto Barba - (Christopher Faust, 14 min.) – Fábula sobre uma criança que, devido a uma rara doença, tem barba. Felipe gosta de ser como é, mas se sente deslocado porque as outras pessoas costumam olhar para ele de forma diferente.

Lápis Cor de Pele – (Anderson Lima, 5min.) – Isadora precisava de um lápis cor de pele, Luisa foi buscar e na volta, conversam sobre o que é cor e o que é pele.

Mãos de Ventos e Olhos de Dentro – (Susanna Lira, 13min.) – A amizade entre Lia, uma menina cega e Tico, um menino solitário e cheio de imaginação. Os dois brincam de “ver” desenhos em nuvens e embarcam numa viagem de aventura com muita diversão e alegria pelo universo da fantasia infantil.

 

Menina Bonita do Laço de Fita – (Diego Lopes e Claudio Bitencourt, 7min.) – O filme aborda o aspecto racial e o não preconceito, por meio da convivência harmoniosa entre indivíduos de raças e cores diferentes. Para isso, conta a história de um coelho que, apaixonado pela cor negra de sua vizinha, faz tudo para ficar igual a ela. Depois de várias tentativas frustradas, acaba encontrando a felicidade ao se casar com uma coelha preta e ter filhos brancos, pretos e malhados.

Please reload

Coral natalino faz apresentações na Casa do Papai Noel, em Jaraguá do Sul

13/12/2019

1/26
Please reload

Please reload